EMAIL ASSINE O GAZETA

As maravilhosas Ilhas caribenhas


17 de dezembro de 2019 l Atualizada em - 17 de dezembro de 2019 às 11:49

Aruba é considerada a porta de entrada do Caribe, sonho de consumo de muitos nas férias de verão. Atualmente é o destino preferido para quem gosta de praticar o Kitesurf. Adrenalina pura, com certeza, num verdadeiro paraíso / GB Imagem

Águas cristalinas de um azul incomparável, areias brancas como açúcar, hotéis magníficos, cassinos, tradição, folclore e muita alegria, aliados à hospitalidade de um povo sempre de braços abertos para você; sem contar o ligeiro toque europeu, herança dos colonizadores. Assim são as Ilhas do Caribe.

Algumas famosíssimas como Aruba e Curaçao, a sofisticada Saint Barth, a dançante Jamaica, a colorida Barbados, a franco- holandesa Saint Martin, Porto Rico, Cuba e muitas outras. Todas têm um encanto especial a pontilhar as águas azuis e mornas do Caribe. Vamos conhecer um pouco mais sobre elas.

As praias de Saint Barth são consideradas as mais belas de todo o Caribe. Águas cristalinas e um mar totalmente calmo fazem a festa de quem pensa em descansar e apreciar a natureza / GB Imagem

Aruba é um destino muito visitado por brasileiros, devido às suas belezas, seus cassinos e sua tranquilidade: “Aqui mora a felicidade”, são os dizeres de todas as placas dos veículos que circulam pela ilha. Aruba tem praias belíssimas de areia branquinha e mar azul celeste, com uma excelente infraestrutura, além de restaurantes e SPAs de primeira categoria. O “paraíso” ainda tem alguns dos melhores lugares para mergulho do planeta. O turista pode ficar despreocupado. Aruba está fora da rota dos furacões e é considerada a porta de entrada do Caribe, sonho de consumo de muitos nas férias de verão. Atualmente é o destino preferido para quem gosta de praticar o Kitesurf. Adrenalina pura, com certeza, num verdadeiro paraíso.

Mas o Caribe não é apenas Aruba. Saint Barth com suas características tropicais guarda todo o charme francês, com um toque sueco! Diferente das demais ilhas caribenhas, Saint Barth não foi dominada pelos holandeses, espanhóis ou ingleses. A ilha foi “descoberta” pelos franceses, que depois de algum tempo a cederam aos suecos. Tanto é que o nome da capital Gustavia, se trata de uma homenagem ao antigo rei da Suécia, o Gustavo III, que por volta de 1870 resolveu conquistar as Antilhas. Um século depois, St. Barth passou novamente às mãos da França. Com 22 praias muito, mas muito lindas mesmo, a ilha é chique sem ser afetada. As praias de lá são consideradas as mais belas de todo o Caribe. Águas cristalinas e um mar totalmente calmo fazem a festa de quem pensa em descansar e apreciar a natureza.

Mas, mudando de ilha, não tem como escapar, quando o assunto é a Jamaica, logo vem à mente a palavra “paraíso”, com muita música, mar azul e drinques maravilhosos. E temperatura constante, entre 27 e 32 graus, é excelente o ano inteiro.

A Jamaica se divide em dois mundos. O mundo dos Resorts, onde o luxo e o conforto se aliam à segurança dos hóspedes e a Jamaica, do sentido literário do Reggae, onde se idolatra Bob Marley / GB Imagem

Ex-colônia da Inglaterra, a Jamaica também é o destino preferido de casais que querem um casamento exótico, romântico, mesmo que alguns familiares não consigam comparecer.

A Jamaica, com seus novecentos quilômetros de costa e temperatura agradável, tem no turismo a sua principal fonte de renda. E apesar de ser considerado país pouco desenvolvido, tem infraestrutura para receber, e bem, os seus visitantes. A maioria dos hotéis é do tipo “all-inclusive”, o que dá ao visitante a sensação de liberdade e segurança, sem que tenha que ficar manuseando dinheiro a todo instante.

Suas praias e o exotismo da mistura cultural inglesa com a nativa, a boa educação e a etiqueta britânica, mais a alegria caribenha, são os ingredientes de Barbados que fica mais linda ainda no pôr-do-sol / GB Imagem

Já Barbados é de origem vulcânica e é a menos conhecida das ilhas do Caribe, formando parte das Pequenas Antilhas, sua capital é Bridgetown, que possuí um pouco mais de seis mil habitantes. Barbados é simplesmente maravilhosa. A ilha tem apenas 782 Km2, motivo pelo qual você pode conhecer todo o país sem atropelos. Em Highway ficam as praias mais tranquilas, banhadas pelo Mar do Caribe, e as pequenas cidades de Holetown e Speitghtown. Já do outro lado, onde a ilha é banhada pelo Oceano Atlântico, o mar é um atrativo à parte para surfistas e nadadores experientes. Não deixe de visitar as praias de Barclay Park, Barthsheba e Ragged Point. O Castelo de Sam Lord, datado de 1820, que hoje é museu e resort é um passeio que não pode ser desprezado.

O calipso por sinal é uma das paixões do povo de Barbados. Para quem não sabe, calipso é uma dança com ritmo caribenho misturando raízes da Ilha de Tinidad. Ou seja, assim como os brasileiros gostam do samba, os babadianos são apaixonados pelo calipso.

Talvez uma das ilhas mais conhecidas do Caribe seja Cancun. O lugar é um paraíso feito de quilômetros de praias de areia branca e mar azul-turquesa / GB Imagem

Talvez uma das ilhas mais conhecidas do Caribe seja Cancun. O lugar é um paraíso feito de quilômetros de praias de areia branca e mar azul-turquesa. Toda infraestrutura foi planejada visando fazer deste lugar um mundo a parte, propiciando relaxamento, diversão e conforto aos visitantes. Porém, não se limita somente às lindas praias da zona hoteleira. A cidade ainda oferece várias opções de parques e zonas arqueológicas. Um lugar planejado para atender a todos os visitantes. Luxuosos SPA’s e os diversos passeios fazem de Cancun o lugar ideal para relaxar. E tem mais, se o que você precisa é de agitação, a vida noturna de Cancun é uma das mais animadas do Caribe.

A arquitetura de Curaçao é típica colonial, resultando em uma paisagem com cores vivas / GB Imagem

Para quem não sabe a ilha de St. Maarten tem 92 km² de superfície e está dividida em duas: a parte do sul pertence às Antilhas Holandesas e a parte norte, à França. A ilha caribenha está localizada a 240 quilômetros de Porto Rico e tem todos os predicados – gastronomia, hospedagem, vida noturna e ótimas oportunidades de compras – para se tornar destino preferencial o ano inteiro. A atratividade aumenta na baixa temporada, entre maio e novembro.

No lado francês, onde se pronuncia San Martã, é limpa, organizada e discreta. No lado holandês as compras são muito baratas, existem cassinos, e as casas noturnas funcionam até tarde.

Se você não gosta do friozinho do inverno brasileiro, uma boa opção é ir curtir o sol em Curaçao, onde o calor dura o ano inteiro. Além disso, a paisagem é deslumbrante, o povo é hospitaleiro e a comida inconfundível. Mundialmente famosa por causa do licor feito das cascas de laranja-da-terra, cravo e canela, Curaçao é a queridinha dos turistas por causa do seu céu azul e o seu verde mar transparente o qual propicia a visão de cardumes e outros “habitantes” do fundo do mar.

Águas cristalinas de um azul incomparável, areias brancas como açúcar, hotéis magníficos, cassinos, tradição, folclore e muita alegria, aliados à hospitalidade de um povo sempre de braços abertos para você / GB Imagem

Agora que você viu um pouquinho dos encantos de cada ilha, é só escolher o seu destino, falar com seu agente e ter uma boa viagem!

Publicidade

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade