EMAIL ASSINE O GAZETA

Avião com mais de 100 pessoas a bordo cai em área residencial do Paquistão


22 de maio de 2020 l Atualizada em - 22 de maio de 2020 às 14:34

Equipe de resgate joga água em parte de aeronave — Foto: Asif Hassan / AFP

Um avião da Pakistan International Airlines (PIA) caiu nesta sexta-feira, 22, em uma área residencial de Karachi, no Paquistão. A aeronave seguia para o aeroporto Internacional de Jinnah, um dos mais movimentados do país.

O voo PK 8303, que tinha partido da cidade de Lahore, transportava 99 passageiros e oito tripulantes, segundo informações iniciais divulgadas pela autoridade paquistanesa de aviação. Pelo menos uma pessoa sobreviveu, de acordo com a Reuters.

Voluntários carregam homem ferido após queda de avião comercial em área residencial perto do aeroporto de Karachi, no Paquistão — Foto: Fareed Khan/AP

A aeronave, um Airbus A320, estava prestes a aterrissar quando caiu entre as casas perto de Model Colony, um bairro pobre e muito populoso de Karachi, que fica a cerca de 3,2 km a nordeste do aeroporto. A queda provocou uma explosão e nuvens de fumaça preta podiam ser vistas de longe.

Os serviços de resgate e os habitantes tiraram as pessoas dos escombros, enquanto os bombeiros tentavam apagar as chamas. Um repórter da AFP viu corpos carbonizados sendo levados para uma ambulância.

O acidente coincide com a preparação em todo o país da celebração do fim do Ramadã e início do Aid al Fitr, que leva muitos paquistaneses a viajar de volta para suas casas e povoados. O voo normalmente leva uma hora e meia da cidade de Lahore (em Punjab, no nordeste do país) até Karachi.

Testemunhas disseram que o Airbus A320 tentou pousar mais de uma vez antes de cair, segundo a Associated Press.

Pessoas que estavam em terra também estão entre as vítimas. Seemin Jamali, responsável pelo Jinnah Post Graduate Medical College da cidade, afirmou que oito mortos e 15 pessoas feridas foram transferidas ao seu centro médico. “Todos eram pessoas que estavam em terra. Para cá não trouxeram passageiros do avião”, explicou à AFP.

Uma emissora local mostrou muitas pessoas que se aglomeravam perto do local do acidente e ambulâncias que tentavam se deslocar.

O ministro do Interior do Paquistão, Ijaz Ahmad Shah, declarou que o piloto havia indicado que tinha “perdido um motor” e que logo fez uma “chamada de socorro”.

Problema técnico

O presidente da companhia aérea, Arshad Malik, afirmou que, na última vez que receberam notícias do piloto, ele indicou que havia um problema técnico. “Nós dissemos [ao piloto] que havia duas pistas prontas para aterrizagem, mas ele decidiu voltar a acelerar. Por quê? Resta ainda determinar o problema técnico”, afirmou em um vídeo no Twitter.

Um funcionário sênior da aviação civil disse à Reuters que parecia que o avião não conseguia liberar as rodas devido a uma falha técnica antes do pouso, mas era cedo para determinar a causa.

A Airbus não se manifestou sobre o acidente.

Fonte: G1

Publicidade

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade