UOL - O melhor conteúdo EMAIL ASSINE O GAZETA

Câmara de Araçariguama aceita denúncia de improbidade administrativa


30 de novembro de 2019 l Atualizada em - 29 de novembro de 2019 às 15:38

Na sessão da última 3ª feira, 26, a Câmara Municipal leu e acatou denúncia contra a prefeita Lili Aymar, que se encontra afastada a pedido do Ministério Público. De autoria do munícipe Nilton José de Moura, o documento aponta possível cometimento de improbidade administrativa por parte da Chefe do Executivo, ao permitir que seu marido, o ex-prefeito Carlos Aymar, mantivesse uma sala dentro do Paço Municipal.

“Gostaria de saber quais as atitudes serão tomadas por esta Casa de Leis, pois ao meu modo de ver, a Prefeita praticou infração político/administrativa, ao deixar seu marido comandar a cidade de dentro da prefeitura”, questiona o denunciante.

Após a leitura, o Presidente da Câmara, vereador Moacyr Godoy colocou em votação a aceitação da matéria, que foi aceita pelo placar de 8×3. Na sequência, foi realizado o sorteio da comissão que irá apurar os fatos apontados. Os vereadores Moisés Arruda, Helton da Van e Marcelo Aguiar auxiliaram o sorteio.

Na ocasião, três vereadores foram sorteados e a Comissão ficou assim constituída: Presidente: Ademário Jesus Mendes, o Bahia; Relator: Helton da Van e, Membro: Jaime da Autoescola. A comissão terá prazo de 90 dias para apresentar o relatório final.

Da Tribuna, vereadores se manifestaram favoráveis e contrários à aceitação da matéria. Os vereadores Costa do Gás e Moisés Arruda disseram que o assunto já foi tratado em outra comissão e restou arquivado. “Não tem necessidade voltar a esse assunto”, argumentaram.

Publicidade

Um comentários

  1. Márcio reino

    3 de dezembro de 2019 at 07:50

    Eu apenas estranhei que alguns vereadores queriam tirar o corpo fora das apurações outros já votaram contra a denúncia para que a denúncia não seguisse, o mais interessante é que certos vereadores não entenderam ainda que não é uma questão de querer ou não querer apurar!!!! A questão é que além de pagos eles são obrigados pois foram eleitos para fiscalizar , e para isso e para outras coisas que não estão fazendo e a situação da cidade em todos os sentidos ruim…Agora usar a tribuna para dizer que não quer participar, peça renúncia do cargo de vereador ficaria mais bonito, melhor do que serem omissos, tem medo de que? do outro vomitar tudo que sabe da cela?? votar contra a criação da comissão e depois fazer parte dela no sorteio e vir mal intencionado pra comissão? também não é legal pois mostra que já tem intenção em que o resultado não dê em nada…Parece uma boa parte de rabo preso com os erros da administração…Ano que vem ainda querem reeleição para continuar fazendo palhaçadas…da chance para outros

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade