UOL - O melhor conteúdo EMAIL ASSINE O GAZETA

Cera para manter a pele lisinha!


3 de setembro de 2019 l Atualizada em - 3 de setembro de 2019 às 11:52

Depilar com cera é um método seguro e prático; deve ser aplicado por especialistas no assunto / GB Imagem

Não importa qual é a estação do ano, depilação é essencial. E tem mais, a remoção de pelos a cera continua sendo o método mais praticado. Especialistas no assunto explicam que remover os pelos com cera gera benefícios.

É verdade também que, apesar de muito conhecido e eficaz, o método ainda gera algumas dúvidas.

É muito comum o comentário que depilar o buço com cera pode causar flacidez. Os especialistas em depilação explicam que a flacidez é causada pelo enfraquecimento das fibras de colágeno e também pela exposição excessiva ao sol, consumo de álcool, cigarro e alimentação incorreta. A cera é aplicada na primeira camada e, portanto, não penetra na pele. A flacidez pode acontecer somente se a pessoa optar por depilar essas áreas mais sensíveis toda semana, o que não é recomendado.

A depilação à cera não causa espinhas na pele. Pode ser que a pessoa veja algumas bolinhas vermelhas na região depilada, e o nome disso é foliculite. Esse problema é causado pelo entupimento do poro após o procedimento. Para evitar a pele deve ser bem higienizada.

As pessoas alérgicas à depilação a cera devem se consultar com seu dermatologista antes do procedimento. Isso porque em muitas versões dos produtos podem conter aditivos químicos. O ideal é buscar ceras sem misturas.

Não se deve aplicar desodorantes logo após o procedimento, principalmente aqueles que contêm álcool. Isso porque pode causar uma reação alérgica na pele, o que não é o resultado esperado por quem se depila.

Outra dúvida é se depilar com cera pode romper vasos e causar varizes. A explicação é que a cera é aplicada na primeira camada da pele e por isso não atinge veias e microvasos que ficam localizados em uma área bem mais aprofundada.

O procedimento feito com cera quente é menos dolorido porque a cera quente dilata os poros, o que facilita a retirada do pelo e causa menos dor. Para que haja um conforto ainda maior em quem está se depilando é necessário ainda utilizar técnicas corretas e saber que quem está fazendo o procedimento é um profissional capacitado.

O método de depilar a pele com cera quente pode ser usado em qualquer parte do corpo, inclusive para a remoção dos pelos da virilha.

Muito rápido e simples é se livrar dos pelos do buço usando cera quente. Após a depilação, não expor a pele ao sol e usar protetor solar, sempre! / GB Imagem

É verdade que a depilação com cera pode causar manchas na pele, mas somente se não foram seguidas algumas recomendações. Após a depilação a pele fica mais sensível, pois perde parte da sua proteção natural durante a retirada dos pelos. Por este motivo, em áreas com mais exposição como o rosto, por exemplo, é necessário evitar os raios solares pelo menos dois dias depois da depilação e abusar do protetor solar.

Uma boa dica é tomar banho antes da depilação. O calor ajuda a amaciar a pele e relaxar os folículos dos pelos. A esfoliação é outro aliado importante. Além de deixar a pele macia, a esfoliação ajuda a evitar que os pelos encravem e removem as células mortas e assim os pelos nascem mais finos. Lembrando que é bom usar diariamente cremes hidratantes em todo o corpo. Existe um mito que diz que após a depilação, não deve usar hidratantes. Nada disso. O hidrante é sempre bem vindo, antes, durante e depois da depilação. Inclusive eles ajudam a evitar as manchas nas axilas, mas devem ser livres de álcool.

Importante: se a área a ser depilada apresentar alguma lesão, não faça. Espere a cicatrização e depois retire os pelos.

 

Publicidade

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade