UOL - O melhor conteúdo EMAIL ASSINE O GAZETA

Chega ao fim a greve dos funcionários do transporte público de Araçariguama


8 de julho de 2019 l Atualizada em - 8 de julho de 2019 às 15:06

Chegou ao fim, na tarde desta segunda-feira, 8, a greve dos funcionários da Vertion Transportes, empresa responsável pelo transporte público coletivo de Araçariguama. De acordo com o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região, após as reuniões nesta manha, foi garantido o pagamento do salário, direitos atrasados e a regularização do vínculo empregatício. Com isso, os trabalhadores encerraram a greve e estão retornando ao trabalho neste momento.

Durante toda a manhã desta segunda-feira, representantes sindicais e funcionários estiveram em frente à garagem.

A paralisação teve início na madrugada desta segunda-feira, 9, e a categoria retornou ao trabalho após a empresa Vertion efetuar o pagamento aos trabalhadores por meio de cheque, entregar duas cestas básicas e assinar a carteira de trabalho de todos os trabalhadores. Também foram revertidas três demissões por justa causa e duas outras demissões. Por decisão pessoal, três trabalhadores não quiseram retornar à empresa.

Vereadores também estiveram no local.

A empresa também se comprometeu a pagar o tíquete-refeição que estava em atraso. O tíquete-refeição referente a este mês será pago no dia 20. Ainda de acordo com o Sindicato, eles  informaram que a empresa foi notificada de que não serão aceitas demissões e perseguições por causa do movimento realizado hoje.

As partes marcaram uma reunião para a próxima quarta-feira, 16, para iniciar a negociação da data-base e resolver demais irregularidades trabalhistas.

Na última sexta-feira, 5, o Sindicato teve conhecimento de uma suposta mensagem de voz do proprietário da empresa em que ameaçava em mandar embora por justa causa os funcionários que aderissem à greve no último final de semana. O órgão acionou o Ministério Público do Trabalho.

Até o fechamento desta matéria a GAZETA tentou entrar em contato com a empresa para saber a sua posição sobre os fatos e para ter a comprovação sobre a veracidade da autoria da mensagem de voz, mas não obteve respostas. Estamos aguardado a manifestação dos responsáveis.

Publicidade

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade