UOL - O melhor conteúdo EMAIL ASSINE O GAZETA

Fiat Toro Ultra 2020 chegará às lojas em dezembro por R$ 164.900 dividindo opiniões


26 de novembro de 2019 l Atualizada em - 26 de novembro de 2019 às 11:11

Desde a divulgação das primeiras imagens do novo modelo do Fiat Toro, as opiniões entre os internautas estão divididas. Para alguns, a capoto rígida é uma grande sacada, mas o preço é alto demais. Para outros, a adaptação para o encaixe da “tampa do porta-malas” poderia ter sido melhor e, novamente, o preço é o grande inimigo da picape média. Conheça o carro e tire suas próprias conclusões!

Apresentada em julho, a Fiat Toro Ultra 2020 tem o preço divulgado bem como a data em que vai chegar às lojas no Brasil. A novidade estreia em dezembro por R$ 164.990, tornando-se a nova versão topo de linha, acima da Ranch, que vem com o mesmo conjunto mecânico.

O principal atrativo da nova Fiat Toro Ultra fica por conta da cobertura rígida da caçamba, o que transforma o compartimento de carga em um grande porta-malas de 820 litros, uma vez que a bagagem passa a ficar mais protegida. Porém, para quem quiser, também é possível remover a capota para levar objetos maiores, que precisam de mais altura livre para serem transportados.

A nova versão da picape Fiat Toro virá apenas com motor 2.0, turbodiesel, que rende 170 cv e 35,7 kgfm de torque a 1.750 rpm. Do sistema de transmissão faz parte o câmbio  automático de nove marchas, que funciona com tração integral sob demanda. Sobre a nova capota, a fabricante diz que ela suporta até 100 kg de carga e que é aberta em um ângulo de 40 graus com ajuda de molas a gás.

Na lista de equipamentos de série, a Fiat Toro Ultra vem com controles eletrônicos de estabildade e tração, central multimídia de 7 polegadas com tela sensível ao toque e compatível com Andoid Auto e Apple Car Play, além de ar-condicionado digital bizone estribos laterais, entre outros itens. Serão quatro das cores disponíveis: sólidas branco Ambiente, prata Billet, preto Carbon e a metálica azul Jazz.

Publicidade

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade