EMAIL ASSINE O GAZETA

Itália, um país para ser explorado nos mínimos detalhes


26 de fevereiro de 2020 l Atualizada em - 26 de fevereiro de 2020 às 11:25

A Itália sempre bela em qualquer estação do ano. Viajar à Itália é tomar um banho de cultura e conhecer locais espetaculares. A Basílica de São Pedro, no Vaticano, é parada obrigatória / GB Imagem

Férias inesquecíveis, quem nunca sonhou em tê-las? Viajar para Itália pode ser a solução para você viver momentos que ficarão guardados na memória para sempre, além, claro, as belas fotos farão muito sucesso quando publicadas nas redes sociais!

A Itália é um país que encanta. Retratada em vários filmes, atiça o imaginário de muita gente que sonha em conhecer Roma e sua tradicional praça, e a Fontana de Trevi; Veneza e seu romântico canal (mesmo que seja um dos mais poluídos do mundo); Milão com suas luxuosas lojas; e a maravilhosa região da Toscana que já serviu de cenário para muitos filmes românticos. A região da Toscana é famosa porque mesmo durante o inverno, o sol brilha por lá intensamente, tem belíssima riqueza natural e patrimônio histórico preservado, tudo integrado ao dia a dia de quem mora naquela região.

A Toscana, uma das regiões mais bonitas e mais visitadas da Itália, encanta por seu sol maravilhoso e pela belíssima paisagem. O patrimônio preservado da Toscana, com suas construções de pedra geralmente adornadas com muitas flores e plantas, atrai a atenção do visitante / GB Imagem

Também quando se fala na Itália, logo vem à mente a sua cozinha e o seu vinho. Tudo regado a uma conversa boa e animada, preferencialmente em volta da mesa. O visitante que deseja desfrutar dos deleites culinários deve ir não somente aos restaurantes famosos, mas também às mais modestas trattorie e roticerie. Nestes ambientes caseiros, a qualidade é excelente e os preços moderados.

E falando neste assunto, o tema é a Itália, mas quem gostaria de desfrutar deste ambiente e não quer, ou não pode ir à Itália, aqui mesmo no Brasil poderá comer uma genuína massa regada a excelente vinho também produzido no local visitando as vinícolas em Caxias do Sul, um dos berços da colonização italiana no Brasil, mas isto é assunto para outra oportunidade. Voltando à Itália, uma boa opção é pedir indicações aos moradores do lugar, que sabem onde se pode comer um sanduíche ou café expresso no balcão de um bar, o que pode custar metade do preço dos mesmos servidos à mesa de um restaurante. Isto é válido para rápidas refeições.

O Coliseu é uma das glórias da Roma Antiga. O Coliseu e o Fórum são pontos de partida para explorar a cidade / GB Imagem

As especialidades regionais incluem trufas e Agnolotti (macarrão recheado) do Piemonte, onde os vinhos Barolo e Asti Spumante são excelentes. Na Lombardia, experimente um Risoto Alla Milanese (arroz com açafrão), Osso Buco (perna de vitela), queijo gorgonzola e panetone; Risi e Bisi (sopa de arroz e ervilhas) e Fegato Alla Veneziana (fígado acebolado) são especialidades de Veneza, que produz os populares vinhos Soave e Valpolicella. Um T-Bonesteak à Italiana fica mais especial quando passa a ser uma Bistecca Alla Fiorentina, na Toscana, que é também a origem do vinho Chianti. A Campania é o lar oficial da Pizza e a Scilia apresentou ao mundo o Canelone, a Cassata e outras massas maravilhosas.

As lojas elegantes de Roma concentram-se em ruas tais como Via del Corso e Via Condotti. A Galleria de Milão, com seu teto de vidro (construída em 1878) é o modelo de muitas galerias de lojas nos Estados Unidos. Muitas cidades e aldeias têm mercados coloridos, onde se vendem artigos de segunda mão (Mercados de Pulgas). Um dos melhores é conhecido como Porta Portese, à margem do Tibre, em Roma.

O Coliseu é uma das glórias da Roma Antiga. O Coliseu e o Fórum são pontos de partida para explorar a cidade. O Panteão, com sua cúpula construído  em 27 A.C. é o local antigo mais bem preservado e é o mausoléu de Rafael e muitos outros notáveis. Os Museus Capitolinos, no coração de Roma, numa praça projetada por Michelangelo, são conhecidos por suas esculturas etruscas e pela estátua do Imperador Marco Aurélio, restaurada.

A velha cidade de Veneza e seus inúmeros canais, onde é possível andar de gôndolas, deixam turistas do mundo todo encantados com a beleza da arquitetura milenar italiana / GB Imagem

Em Roma não deixe de visitar os Jardins e Museu Borghese. Por lá você confere as obras-primas de Bernini, Carpaccio, Antonello da Messina, Rafael e Ticiano. No Vaticano, a Basílica de São Pedro é parada obrigatória. Deslumbre-se com seus tesouros e não deixe de admirar a “Pietá”, de Michelangelo e as relíquias inestimáveis da Igreja. Uma boa opção é visitar o subsolo.

O Palácio Pitti, em Florença, possui das mais ricas coleções de arte dos Séculos XVI e XVII, as obras estão expostas em salões admiráveis, enfatizando os pintores italianos da Renascença.

O mais importante museu arqueológico da Europa fica em Nápoles, é o Museu Nacional de Arqueologia com milhares de pinturas, murais de Herculano e Pompéia e grandes coleções de cerâmica bizantina que são consideradas as mais belas do continente.

A Torre de Pisa sempre chamou a atenção do mundo inteiro por ser uma construção inclinada. O monumento tem sido acompanhado de perto por engenheiros e técnicos especializados que controlam a sua oscilação / GB Imagem

Em Veneza, com seus icônicos canais, a dica é visitar o Palácio dos Doges, uma combinação de palácio e galeria de arte, valorizado pelos seus afrescos e esplêndido pátio. Está ligado ao antigo presídio pela famosa Ponte dos Suspiros.

Em Milão, a Galeria Brera contém o “Casamento da Virgem”, de Rafael, e grandes obras de Corregio, Carpaccio, Bellini e Ticiano. E tem ainda, a Torre de Pisa, em Pisa, famosa por sua inclinação.

Consulte o seu agente de viagens. Normalmente, as agências oferecem pacotes interessantes, tanto pelo roteiro como também pelos seus preços atrativos. Visite a Europa, passe pela Itália. Vale a pena!

Publicidade

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade