UOL - O melhor conteúdo EMAIL ASSINE O GAZETA

Mais dois são indiciados na investigação de propina em Araçariguama


18 de outubro de 2019 l Atualizada em - 18 de outubro de 2019 às 10:10

O delegado Marcelo Carriel durante coletiva de imprensa na segunda-feira, 14.

Além do ex-prefeito de Araçariguama Carlos Aymar e do ex-secretário de governo Israel Pereira da Silva, a Polícia Civil indiciou mais duas pessoas, nesta quinta-feira, 17, envolvidas no pagamento de propina na Prefeitura do município.

O diretor de transportes André Fabiano Dias de Carvalho e o ex-diretor de comércio, Gilberto Brandão Fonseca, foram indiciados e irão responder por organização criminosa. O diretor teve o pedido de afastamento da função pública pela polícia.

De acordo com o Portal G1, Gilberto Brandão afirmou que está tranquilo e que fez a lacração do escritório da cooperativa de habitação por venda irregular de lotes. Já o diretor de transportes, André Fabiano, ainda não se pronunciou à imprensa.

O ex-prefeito e o ex-secretário foram presos em flagrante na última segunda-feira, 14. De acordo com a polícia, os dois vão responder por organização criminosa, usurpação da função pública e corrupção passiva.

A defesa de Israel Pereira afirmou que “foi uma armação política” e que aguarda o relatório final das investigações para a defesa ser apresentada. Já o advogado de Carlos Aymar alegou que o flagrante de cobrança de propina foi forjado. A Prefeitura de Araçariguama informou que teve conhecimento que um funcionário foi ouvido pela polícia, no entanto, disse que ainda não foi comunicada do indiciamento.

Publicidade

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade