UOL - O melhor conteúdo EMAIL ASSINE O GAZETA

Meu corpo, seu corpo, nossa casa – Ana Rafaela


7 de agosto de 2019 l Atualizada em - 7 de agosto de 2019 às 15:09

Como vai a sua saúde? Cuidar dela vai além dos cuidados com o corpo. É com o intuito de dar educação sanitária à população e de conscientizar sobre sua importância que no dia 05 de agosto comemora-se o Dia Nacional da Saúde. A data escolhida é ainda uma homenagem ao médico, cientista e sanitarista brasileiro Oswaldo Cruz.

Cruz foi Diretor Geral de Saúde Pública (cargo atualmente conhecido como Ministro da Saúde) entre 1903 e 1909 e recebeu a missão de combater as três grandes epidemias que acometiam o Brasil na época: febre amarela, peste bubônica e varíola. Ao iniciar uma campanha de vacinação obrigatória e forçar a população a vacinar-se, causou o episódio conhecido como Revolta da Vacina, uma rebelião popular.
Quatro anos depois, com um novo surto de varíola, os próprios cidadãos procuraram os postos de saúde buscando a vacina, compreendendo então sua importância. Como a importação das vacinas na época era demorada, Oswaldo propôs ao governo a instalação de um instituto para produzir o soro. O Instituto Soroterápico Federal, atual Fundação Oswaldo Cruz, produzia as vacinas no Rio de Janeiro, com a direção do médico.

Hoje sabemos que a febre amarela, por exemplo, é transmitida por mosquito. Outra tese do médico sanitarista que precisou enfrentar mais esse obstáculo, pois a crença da população era de que a doença era passada por meio de roupas contaminadas, sangue, suor e secreção dos infectados. Ele implantou medidas sanitárias nas ruas para eliminar os focos do inseto, como é feito hoje em dia para combater o Aedes Aegypti (mosquito-da-dengue).

Volto a lembrar que saúde não é sinônimo de cuidar do corpo apenas. Claro que praticar exercício físico regularmente, ter uma boa alimentação, um bom descanso e a higiene pessoal, como lavar as mãos antes das refeições, escovar os dentes após cada refeição, lavar bem frutas, legumes e verduras com água corrente antes de ingerir são extremamente importantes. Mas o ambiente, a nossa casa, também precisa de cuidados.

Descartar o lixo no lugar certo, não deixar água parada, tirar o mato de terrenos e calçadas, controlar pragas e vetores, cuidar dos recursos naturais como a água que bebemos e o ar que respiramos, contribuir para a reciclagem. É importante manter o mundo em ordem para que seja um lugar agradável e seguro para viver. Assim como o governo tem a função de proporcionar condições de vida dignas para a população, como saneamento básico, vacinas, tratamentos para as doenças, postos de saúde, pronto atendimentos e hospitais, tudo gratuitamente e com qualidade.

A saúde de todos depende de que cada um faça a sua parte, cumpra o seu dever, de que cada um tenha a consciência da necessidade de cuidar do ambiente e não só de si. Depende também de cobrar do governo o que é nosso por direito constitucional. “Para ter mais saúde e qualidade de vida terá que mudar hábitos e romper alguns padrões.” (Carlos Silva).

Publicidade

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade