UOL - O melhor conteúdo EMAIL ASSINE O GAZETA

Ópera na Escola apresenta “A Criada Patroa” em Araçariguama


31 de julho de 2019 l Atualizada em - 31 de julho de 2019 às 15:30

Disseminar a música clássica para além da agenda comercial  e levar esse gênero musical às comunidades que habitam no entorno da rede pública de ensino de São Paulo é o objetivo do Projeto Ópera na Escola. No próximo dia 3 de agosto, o espetáculo chega a Araçariguama e faz duas apresentações na EMEF Tereza de Campos Castro (10h) e na EMEF Igavetá (14h).  A entrada é gratuita e aberta ao público.

Esse ano, o projeto traz, em sua oitava edição, A Criada Patroa: uma adaptação da famosa obra do compositor italiano Giovanni Battista Pergolesi. O espetáculo utiliza do humor para abordar o conflito de classes sociais – tema crucial em nossa sociedade -, e mostra como  o amor, o afeto e a identificação com o outro podem diluir relações pautadas na hierarquia.

No elenco, a cantora Annanda Samarine assume o papel de Serpina, o cantor Márcio Marangon, o de Uberto, e o ator Rodrigo Manzelli, o do personagem Vespone. A direção geral é assinada por Livia Sabag e Florent Reard, e a direção musical, por Fábio Bezuti.

“Por meio de espetáculos como o “A Criada Patroa”, o projeto oferece acesso à cultura e diversificação musical para pessoas que, na maioria das vezes, nunca tiveram a oportunidade de assistir a uma ópera. Ele desperta o interesse pela música lírica. Muitas pessoas nos perguntam como foi feita a produção dos figurinos, onde e como podem estudar canto lírico e instrumentos musicais”, explica o cantor Márcio Marangon.

O projeto acontece em escolas públicas abertas aos finais de semana para eventos culturais, sendo muitas vezes a única opção de lazer das comunidades. Paralelamente ao espetáculo, o Projeto fornece material pedagógico às escolas e desenvolve atividades didáticas vinculadas à obra, tornando possível o primeiro contato de muitos jovens e seus familiares com o gênero musical.

Ao todo, 16 escolas receberão as apresentações, que têm entrada gratuita. A temporada teve estreia na cidade de São Paulo, e durante o mês de agosto circula, além de São Paulo, por Pindamonhangaba e Araçariguama.

Publicidade

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade