EMAIL ASSINE O GAZETA

Planeje os seus tratamentos estéticos; esta fase ruim vai passar!


12 de maio de 2020 l Atualizada em - 12 de maio de 2020 às 11:23

Combater a flacidez cutânea, marcas de expressão, rugas finas, além de estimular a produção de colágeno, é isto o que promete o Roller que trata a pele através de micro agulhas / GB Imagem

É bem verdade que estejamos meio desanimados devido à pandemia e suas consequências, todos os dias as notícias são iguais, às vezes sentimos que estamos girando em círculos e, sem contar, o mais importante, precisamos nos prevenir contra o novo coronavírus e isso também é motivo de estresse.

Então, falar de beleza e tratamento estético pode parecer fora do contexto, mas não podemos perder o foco. Essa fase ruim causada pela pandemia vai passar. Talvez “renasçamos” em um mundo um pouco diferente, pós-pandemia, mas teremos a nossa rotina de volta. E vamos nos preparar para isso. Agora é tempo de nos cuidar, não resistir ao isolamento social, ao uso de máscaras, e também planejar o que queremos para nossa beleza quando pudermos nos movimentar livremente.

Que tal pensar em procedimentos estéticos?

Os procedimentos estéticos não invasivos progrediram bastante e, assim, é possível conseguir excelentes resultados sem recorrer a intervenções cirúrgicas. Antes de optar por algum deles, escolha com atenção a clínica e os profissionais, preste atenção nas recomendações e lembre-se de que alguns desses procedimentos precisam de um número de sessões específico para que se alcance o resultado desejado.

Um dos queridinhos é a Lipocavitação, também conhecida como “lipo sem cortes”. Trata-se de um procedimento que usa ondas de ultrassom com profundidade controlada que atinge as células de gordura e provocam sua destruição. A técnica é indolor, pode ser aplicada em várias regiões do corpo e são necessárias de 5 a 10 sessões com intervalos semanais.

Outro muito procurado é o Heccus; feito com um equipamento que combina ultrassom de alta potência e correntes elétricas, o tratamento dura em média 15 sessões e pode ser aplicado de 2 a 3 vezes por semana. Ele acelera o metabolismo, quebra células de gordura melhorando a textura da pele e assim combate celulite e gordura localizada.

A Radiofrequência é indicada para tratar flacidez, seu efeito térmico estimula a produção de novas moléculas de colágeno e elastina, provocando imediata contração das fibras do tecido e consequente remodelação do tecido. Geralmente são recomendadas de 4 a 10 sessões, dependendo do objetivo a ser alcançado. O intervalo entre as aplicações pode variar. Para aplicações que combatem a flacidez, são necessários 15 dias. Em caso de celulite, é possível fazer toda semana.

O ultrassom é um poderoso aliado contra a celulite e também é usado para tratar a flacidez do rosto e do pescoço. E mais, estimula a produção de colágeno / GB Imagem

O Roller promove a remoção das camadas da pele e estimula a produção de colágeno e proporciona resultados imediatos. Por isso, é excelente para tratamento de flacidez cutânea, marcas de expressão, rugas finas e estrias. Geralmente o tratamento é feito com intervalo de um mês.

A Carboxiterapia não é exatamente uma novidade, mas promete eficácia no combate à celulite, estrias e gordura localizada. O procedimento é realizado através da infusão de gás carbônico em diferentes camadas da pele. O tratamento prevê, em média, 10 sessões e os intervalos das aplicações dependem do problema tratado. Para estrias vermelhas, o intervalo deve ser semanal. Já para as estrias brancas, gordura localizada e celulite, ele pode ser feito três vezes por semana. Vale lembrar que o tratamento é invasivo e por isso deve ser aplicado por profissionais habilitados no assunto.

E aí está a tecnologia a serviço da beleza. Importante salientar que é sempre bom atentar para sua saúde, antes de optar por este ou aquele procedimento. Na menor dúvida, consulte um médico e prefira sempre clínicas de estética com idoneidade e bom nome no mercado.

Aproveite o tempo e planeje, pesquise na Internet, busque informações virtuais e faça o seu plano de ação para cuidar de sua autoestima quando essa fase ruim acabar. Pense nisso.

Publicidade

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade