UOL - O melhor conteúdo EMAIL ASSINE O GAZETA

Prefeitura deve passar por reestruturação Administrativa, diz Prefeito Joca


2 de novembro de 2019 l Atualizada em - 1 de novembro de 2019 às 13:49

Na manhã de 5ª feira, 31, o Prefeito Joca falando à reportagem, disse que a Prefeitura deve passar por uma reestruturação Administrativa, com o objetivo de se adequar à realidade do município. Ele disse também que isso deve ocorrer contando com o apoio da Câmara de Vereadores.

Porém o trabalho de enxugamento da máquina já começou. Das 13 Secretarias em atividade na Administração, apenas 6 foram mantidas. “Gostaria que fosse apenas 4, mas por determinação legal temos que funcionar com 6”, explicou o Prefeito. A redução, segundo ele, visa diminuir custos.

Dessa maneira, estão ativas as Secretarias com seus respectivos Secretários: Assistência Social – Anita dos Santos Almeida Machado; Planejamento, Desenvolvimento, Meio Ambiente e Agricultura – Márcio da Silva César; Educação – Roberto Luiz Vieira Pinto; Orçamento, Finanças e Contabilidade – Talita Cristina Duarte da Silva e, Saúde – Carlos Eduardo Maglioli. Já o titular da Secretaria de Governo, será o vereador Franciscano Rodrigues de Sousa, o Fran, que deve ser anunciado oficialmente ainda hoje.

Saúde

O Prefeito Joca informou ainda que na 4ª feira ocorreu uma reunião com representantes da O.S. responsável pelo funcionamento do sistema de Saúde do município. O assunto principal em pauta, foi a rescisão do contrato entre a Organização e a Prefeitura, que segundo ele, ocorreu em comum acordo. Ele explicou também que por um prazo de 30 dias um interventor do Executivo Municipal irá atuar na Saúde. “Estamos colocando a casa em ordem para restabelecer todos os atendimentos que a população necessita e que no momento não está encontrando”, explicou.

Transporte

Perguntado sobre o transporte municipal, Joca explicou que as devidas providências estão sendo tomadas para normalizar a situação e, assim, acabar com os transtornos causados à população. “Mas tudo demanda tempo e prazos, não tem como ser diferente”, concluiu.

Publicidade

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade