EMAIL ASSINE O GAZETA

Rio de Janeiro, uma cidade para ser curtida nos mínimos detalhes


3 de março de 2020 l Atualizada em - 3 de março de 2020 às 11:49

O Rio de Janeiro é uma cidade verdadeiramente maravilhosa, de grandes contrastes, onde construções históricas, igrejas e monumentos estão em harmonia com sua arquitetura ultramoderna / GB Imagem

No último domingo,  1º de março, a Cidade Maravilhosa completou seus 455 anos de fundação. Sol, calor, praia, diversão e aniversário. Quer mais razões para estar no Rio de Janeiro em um final de semana?

O Rio de Janeiro é uma cidade de grandes contrastes, onde construções históricas, igrejas e monumentos estão em harmonia com sua arquitetura ultramoderna. A cidade mantém muitos vestígios do passado; edifícios dos Séculos XVI e XIX refletem a história da localidade e seu crescimento.

Os Arcos da Lapa são considerados a obra arquitetônica de maior porte empreendida no Brasil durante o período colonial e é hoje um dos cartões-postais da cidade, símbolo mais representativo do Rio de Janeiro antigo preservado na região boêmia da Lapa / GB Imagem

Quem visita a ex-capital do Brasil, o Rio de Janeiro, não se esquece jamais. Há mais de quinhentos anos atrás os europeus descobriram a Baía de Guanabara. Eles não eram turistas, mas sim exploradores que acreditavam ter descoberto a entrada de um grande rio. Era dia primeiro de janeiro de 1502 e por isso batizaram o lugar com o nome de Rio de Janeiro. No dia 01 de março de 1565, Estácio de Sá, sobrinho do então governador Mem de Sá, comandando uma expedição, com o auxílio das Capitanias de São Vicente e Espírito Santo, chegou ao local que fica entre o atual Pão de Açúcar e o Morro Cara de Cão, hoje denominado Morro de São João, ali lançou às bases de uma povoação, a que deu o nome de São Sebastião, em homenagem ao Rei de Portugal, D. Sebastião. A cidade permaneceu no local escolhido pelo seu fundador até 1563, quando Mem de Sá que ali ficara após a morte do sobrinho, resolveu transferi-la para o Morro de São Januário ou do Castelo, morro esse que foi arrasado no processo de urbanização moderna da cidade.

Passaram-se cinco séculos e o Rio, assim como a estátua do Cristo Redentor no alto do Corcovado, permanece de braços abertos para dar as boas vindas aos visitantes do mundo inteiro.

A cidade floresceu com a chegada da corte portuguesa em 1808 e alcançou o apogeu com a Proclamação da Independência em 1822.

Inúmeros investimentos foram feitos no sentido da restauração do patrimônio histórico. O maior exemplo disso é o “corredor cultural” que fica bem no centro do Rio de Janeiro. O corredor engloba vários edifícios históricos, como o Paço Imperial, construído em 1743, assim como uma série de centros culturais e museus, destacando-se o Centro Cultural Banco do Brasil, instalado numa construção datada de 1880. Os tesouros históricos do Brasil e do Rio de Janeiro estão distribuídos em diversos museus e galerias que também expõem as obras dos maiores artistas contemporâneos. Vale lembrar o triste episódio do incêndio que acometeu o Museu Nacional do Rio de Janeiro em 2018, que agora passa pro vagarosa restauração.

As famosas praias cariocas cobiçadas pelos turistas. São mais de 90 quilômetros de praias para todos os gostos / GB Imagem

Como todas as grandes e modernas cidades, o Rio de Janeiro nunca dorme. Rica em entretenimento e alegria, a noite carioca oferece o equilíbrio perfeito para um dia de descanso na praia ou para um dia duro de trabalho.

O acesso ao Rio é fácil. O Aeroporto Internacional Tom Jobim opera diariamente com as maiores linhas aéreas brasileiras com suas rotas nacionais e internacionais. A cidade ainda está na rota dos principais cruzeiros marítimos e tem ainda as rodovias que a ligam aos principais pontos do País.

A sua beleza vêm das montanhas, florestas, praias e lagoas que se fundem num magnífico cenário, como o imponente Pão de Açúcar que guarda a entrada da Baía de Guanabara e os noventa quilômetros de praias que dividem a terra e o mar. Tem ainda o Jardim Botânico, considerado um dos mais completos do mundo, a Lagoa Rodrigo de Freitas e o zoológico, com seus jardins e todos os animais que compõem o ecossistema local.

Os noventa quilômetros de praia ditam o estilo de vida da cidade, algumas delas como Ipanema e Copacabana que estão entre as mais famosas do mundo. As praias também são os locais ideais para a realização dos eventos esportivos; shows de música e concertos gratuitos acontecem o ano inteiro culminando com a comemoração do Ano Novo.

O famoso calçadão de Copacabana. Cenários de várias novelas e filmes que encantam os telespectadores / GB Imagem

Ir a um restaurante no Rio de Janeiro é considerado um excelente programa e as opções variam desde os mais sofisticados restaurantes franceses ou italianos, até um simpático barzinho especializado em aperitivos que acompanham um chopp gelado, sentado na calçada.

Outra opção na noite são os imperdíveis shows ao vivo, as principais atrações se dividem entre músicos nacionais e internacionais. O Rio de Janeiro é a capital cultural do Brasil, sendo que o Teatro Municipal é uma atração à parte.

Quem nunca sonhou em visitar o Pão de Açúcar e andar no famoso bondinho que leva os turistas até o pico do monte? / GB Imagem

O Brasil é o país do Carnaval. A frase é conhecidíssima, assim como todo mundo sabe que o Rio é a capital nacional da festa. A fama é tanto no Brasil como no exterior. Carnaval é produto de exportação. E quem pensa que a festa é restrita aos cariocas, está enganado. Todos são bem-vindos. E como chegam os visitantes!

A Cidade Maravilhosa tem diversas atrações, algumas delas como o Pão de Açúcar conhecido internacionalmente e que está na lista das mais fotografadas do mundo. Merecidamente, por sinal.

Invariavelmente, todos os hotéis oferecem opções de passeios que permitem ao visitante conhecer os mais famosos pontos turísticos da cidade.

Visitar o Cristo Redentor no Rio de Janeiro é imperdível e se for ao por do sol, o passeio se torna inesquecível / GB Imagem

Ao Corcovado pode-se chegar de automóvel ou por um sistema de trens que partem de uma estação de fácil acesso, via ônibus ou taxi. Para chegar até a base do Pão de Açúcar também se pode utilizar o ônibus ou carro. E tem ainda o imperdível bondinho.

As praias são a maior atração, assim como a Floresta da Tijuca, o Jardim Botânico, a Ilha de Paquetá. E, para quem não dispensa uma visita cultural, tem o Museu de História Natural, o Museu Nacional de Belas Artes (sendo restaurado), o Museu de Arte Moderna e inúmeras galerias com mostras culturais. Em Ipanema, não deixe de visitar a feira de artesanato que acontece por lá todos os domingos.

O Cristo Redentor é, sem dúvida, o ponto turístico mais visitado pelos visitantes que vão ao Rio de Janeiro. Por isso, tire umas horas bem sossegadas para conhecer o local. Com certeza será um momento inesquecível.

Os Arcos da Lapa são considerados a obra arquitetônica de maior porte empreendida no Brasil durante o período colonial e é hoje um dos cartões-postais da cidade, símbolo mais representativo do Rio de Janeiro antigo preservado na região boêmia da Lapa. Não deixe de visitar!

A bela arquitetura da Catedral Metropolitana também deve ser apreciada. Não deixe de dar uma passadinha por lá!

A Cidade Maravilhosa tem diversas atrações, algumas delas como o Pão de Açúcar conhecido internacionalmente e que está na lista das mais fotografadas do mundo / GB Imagem

Não se esqueça de que o Réveillon da Cidade Maravilhosa é um dos mais famosos do mundo. Planeje uma viagem ao Rio de Janeiro e tenha férias maravilhosas!

Publicidade

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade