UOL - O melhor conteúdo EMAIL ASSINE O GAZETA

Um pedaço do paraíso está na Itália


10 de julho de 2019 l Atualizada em - 10 de julho de 2019 às 14:34

Para conhecer a Toscana a melhor opção é começar a viagem pela capital Florença. Nada mais lindo do que admirar o pôr do sol nesta maravilhosa cidade italiana / GB Imagem

Toscana, um verdadeiro paraíso italiano que ao norte é delimitada pelos Montes Apeninos e ao sul pelo Mar Tirreno. A região, repleta de campos de flores, planícies verdes e montanhas cobertas de ciprestes que balançam ao vento e inúmeras construções medievais, dá ideia de como é Toscana, berço de grandes nomes da história como, por exemplo: Michelangelo, Dante Alighieri e Galileu Galilei.

A Toscana é a sede administrativa do Arquipélago Toscano, sendo que uma de suas principais ilhas é a Ilha de Elba; trata-se de uma das maiores regiões italianas em território e número de habitantes. É o refúgio preferido de quem quer ficar longe dos holofotes e por isso abriga mansões construídas por empresários ricos e gente famosa. Por isso, a Toscana é considerada um dos endereços chiques da Europa.

A região é tão bonita e interessante que serve de cenário para produções do cinema e da televisão. Valem como exemplos o filme “Sob o Sol da Toscana”, mesmo tendo sido produzido nos Estados Unidos em 2003, trata-se de um romance que fez muito sucesso nas locadoras, e ainda a nossa novela “Passione”, da Globo, que teve cenas gravadas em Florença e cidades vizinhas.

Uma visita à cidade medieval de San Gimignano é uma grande opção. Por lá se pode observar as catorze torres de pedra intocadas e as obras de arte de grandes pintores florentinos, além, é claro, de provar um delicioso vinho branco produzido exclusivamente no local / GB Imagem

Voltando a falar em viagem, se o turista está interessado na cultura italiana não pode deixar de conhecer Florença, a capital da Toscana. Berço do Renascimentismo, Florença é bem servida por um aeroporto internacional e fica a duas horas de trem de Roma. Uma boa pedida é viajar de carro pela zona rural. No trajeto o visitante pode deslumbrar-se com inúmeros vinhedos, oliveiras e castelos medievais. Na cidade medieval de San Gimignano, por exemplo, se pode observar catorze torres de pedras intocadas e admirar as obras de arte de grandes pintores florentinos, além, é claro, de provar um delicioso vinho branco produzido exclusivamente nesta cidade.

Siena também é uma ótima atração. Pouco antes de chegar à cidade, as cores das paisagens mudam. As colinas vão perdendo um pouco do manto verde dos bosques e ganham um tom amarelo-brilhante. Seguindo para sudoeste pela Casia, a caminho de Ascino, pode-se visitar Monte Oliveto Maggiore, um monastério do Século XIV, ao qual se chega atravessando uma torre fortificada.

Já na cidade de Pienza, o turista pode atravessar as ruas românticas que têm nomes sugestivos, como a “Rua do Amor” e a “Rua do Beijo”. Pertinho de Pienza está Montepulciano, com seus palácios e igrejas renascentistas. Não deixe de provar o vinho Nobile de Montepulciano, um tinto refinado típico da região de Siena.

Mas, a Toscana também reserva lindas praias. A oeste, a costa do Mar Tirreno tem areia clara e fininha e balneários ideais para a prática de esportes aquáticos. Já para quem prefere badalação a indicação é a praia de Punta Ala. Em quase todas as praias a prática de topless é costume.

No litoral também é possível visitar o Parque Nacional de Maremma, com 4000 hectares de florestas, onde a fauna e a flora local estão preservadas.

Uma boa pedida é viajar de carro pela zona rural. No trajeto o visitante pode deslumbrar-se com inúmeros vinhedos e oliveiras / GB Imagem

A comida toscana não é apenas baseada em massas. Comem-se muitos pratos à base de caça nessa parte da Itália. Em Florença, você vai encontrar uma “trattoria” em cada esquina. Use o critério universal de seleção: entre nas mais cheias. Pizzarias podem ser grandes decepções, porque, em geral, as pizzas são requentadas e muito pobres em queijo. Quase todos os cardápios incluem três pratos: um antepasto, uma massa e uma carne. Em todos os restaurantes você vai encontrar gente falando alto, massa feita em casa e preços aceitáveis.

Por todos esses motivos, vale a pena conhecer esse maravilhoso pedacinho da Itália. Consulte seu agente, e boa viagem!

 

 

Publicidade

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade