UOL - O melhor conteúdo EMAIL ASSINE O GAZETA

Votação do projeto que prevê mudanças no reajuste salarial de servidores de Mairinque será sexta-feira


19 de fevereiro de 2020 l Atualizada em - 20 de fevereiro de 2020 às 9:04

Uma Sessão Extraordinária será realizada às 9h desta sexta-feira, 21, na Câmara Municipal de Mairinque para continuar a discussão e para a votação do Projeto de Lei da Prefeitura que prevê mudanças na forma de reajuste dos salários dos servidores municipais e dos professores.

Foto: Reprodução/TV TEM

A sessão, que aconteceu na tarde desta segunda-feira, 17, foi bastante agitada onde representantes dos professores e do Sindicato dos Servidores discursaram na tribuna. Por vários momentos, o barulho interrompeu as falas dos parlamentares. Após cerca de duas horas, o vereador Abner Segura (MDB) propôs o adiamento da votação. Por 10 votos a três, o pedido foi aprovado e o projeto não foi discutido, nem votado. Os presentes protestaram.

O projeto de lei do Executivo prevê mudanças na tabela de referência salarial dos servidores, fixando aumento de 2% a cada dois anos considerando o tempo de trabalho e reajuste de 3% a cada três anos por merecimento. Ainda conforme a prefeitura, a proposta quer tornar a política de reajuste e o plano de carreira mais justos, e que a medida é necessária para não estourar o orçamento municipal com o gasto de pessoal além do que é previsto por lei. A cidade de 40 mil habitantes tem 1.700 servidores municipais.

Como as sessões acontecem nas segundas-feiras, e na próxima não aconteceria devido ao Carnaval, o Presidente da Câmara Pastor Kennedy Masques convocou os vereadores para esta sexta-feira, 21. “O motivo para a realização da sessão extraordinária  é que o prefeito Alexandre Peixinho pediu urgência na deliberação para que o pagamento dos professores já possa ser realizado com o valor do acréscimo ao piso, a ser realizado em 28 de fevereiro. O Executivo terá de pagar o retroativo dos meses de janeiro e fevereiro. O Projeto de Lei nº 01/2020 teve a votação adiada na última segunda-feira (17), e como na próxima segunda-feira será ponto-facultativo no município, a deliberação precisará ser antecipada”, finalizou a nota.

 

 

 

Publicidade

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade